Quer formar uma dupla sertaneja? Músicos, produtores e empresários famosos dão dicas para o sucesso

sábado, 8 de outubro de 2011

A música sertaneja é sucesso, principalmente, desde os anos 90, quando o gênero saiu do underground para atingir todas as faixas etárias e econômicas. E, mesmo passados 20 anos, o estilo voltou com força total por meio de jovens cantores e compositores que compartilham o sonho de virar uma estrela.

Longe da vida rural, parte da juventude sertaneja da atualidade usa chapéu e tênis e se reúne em escolas, universidades e festas regadas ao modo caipira de fazer música. São os chamados sertanejos universitários.

Franco Scornavacca, pai do trio KLB e ex-empresário das duplas Zezé Di Camargo & Luciano e Leandro & Leonardo, acompanhou de perto a transição do estilo. Ele está eufórico com o nível que o gênero atingiu.

- Hoje a gente vê estudante adorando e fazendo música sertaneja, mas antigamente era um preconceito danado gostar disso. Só tinha espaço na rádio AM. Lembro que quando lancei o Leandro & Leonardo no Canecão (extinta casa de shows do Rio), foi uma loucura. Entre Tapas e Beijos (canção de 1989) estava explodindo, mas ninguém sabia o que estava acontecendo. E depois do sucesso do show, estamparam no jornal “o mar virou sertão”.

Em plena era moderna da internet e outros tantos recursos tecnológicos, a cada dia surgem duplas querendo tocar violão e seguir a estrada de sucesso de nomes como Maria Cecília & Rodolfo, Fernando & Sorocaba e Luan Santana. Mas será que os talentos iniciantes sabem como alcançar a fama? Ou conhecem a melhor forma de formar uma dupla? Mesmo que não exista uma fórmula mágica para isso, o R7 foi ouvir as dicas de quem sabe do assunto.

Primeiro encontro musical

O empresário Franco Scornavacca dá uma recomendação importante para os sertanejos de primeira viagem.


- Gosto de ver essa molecada que começa cedo, já pega logo o violão e sai cantando. Meu conselho é que eles devem trabalhar bastante, inclusive observando se as vozes em dueto realmente combinam. E fazer muito ensaio. Hoje surgem muitos artistas novos e nem todos têm a preocupação de buscar uma qualidade. A música sertaneja é um berço esplendoroso, mas deve ser respeitada. Toda a conquista que o gênero conseguiu serve para as pessoas façam um trabalho com ainda mais responsabilidade.

Marco Camargo, jurado de Ídolos, produtor e diretor musical da Record, foi responsável pela união da dupla Juliani & Bruno, que lançou o primeiro CD homônimo este ano. Juliani foi finalista na edição passada de Ídolos. Ou seja, Marco sabe bem o que está acontecendo entre os jovens.

- Eu conhecia a Juliane pessoalmente e sabia do trabalho de compositor do Bruno. Daí, eu pedi uma reunião com os dois pra sentir a empatia. E não deu outra, foi de imediato! Eles nasceram para ser uma dupla. Antes de tudo, o artista deve cantar sua verdade de verdade.

Já o cantor Rick, que fez fama na dupla Rick & Renner e hoje está em voo solo, observa que o bom companheiro de estrada tem que saber encarar todos os momentos da profissão.

- O parceiro certo é sempre aquele que tem o mesmo objetivo, além da musicalidade. E tem que estar disposto a dividir as coisas boas e as ruins também.

Composições, ensaios e shows

Edson & Hudson estão entre a velha escola e nova geração. Os irmãos, que voltaram a tocar juntos recentemente, lembram dos detalhes importantes na hora de mostrar “a cara”.

Edson & Hudson cantam juntos pela primeira vez após retorno

Na opinião de Hudson, primeiro, é preciso cativar o público com músicas conhecidas.

- Quando uma dupla está começando, é preciso cantar sucessos, então não dá para fazer um repertório autoral logo no começo.

Edson diz que “é importante tentar unir a opinião dos dois e fazer um mix disso.” E ele lembra que independente do repertório, é bacana tentar impor o estilo próprio dos compositores.

- O show tem que ter a cara da dupla para, assim, criarem uma identidade. Encontrar seu estilo próprio é apenas fazer aquilo que você acredita, daí vai surgindo uma identidade naturalmente. E, copiar não seria a palavra certa, mas é legal você ter alguém para se espelhar, até para buscar boas referências.

Divulgando seu trabalho

Qual é a melhor maneira de divulgar o seu som? Afinal de contas, não adianta compor uma música maravilhosa e não conseguir mostrá-la para os futuros fãs. Rick dá sua opinião.

- A melhor maneira é fazer shows pequenos e abrir shows de outros artistas. E, hoje, a internet também é um bom caminho para divulgar. Se puder, um assessor de imprensa e um divulgador são peças importantes. Existem muitas coisas que com o tempo você vai notando que precisa.

Edson completa as dicas de Rick.

- É bom saber primeiro qual público você quer atingir e, assim, fazer um trabalho focado. Claro que é importantíssimo ter uma equipe competente que fale por você.

Depois de tantos conselhos preciosos de profissionais que ajudaram no sucesso da música sertaneja, pegue o violão e chame seu amigo cantor. E, claro, lembrando que talento não vem de berço nem mesmo está à venda.

Fonte: R7.com

7 comentários:

will disse...

tenho um neto com 17 anos que nem sai de casa avida dele e cantar quendo chega da escola e so alegria . ela sonha em ser cantor sertanejo mas nossas posibilidades e quase que nenhuma . gostaria de um conselho de voces aí . nos estrua com seus conhecimentos obrigada neusa

Anônimo disse...

Oi eu sou bruno de sorocaba tenho 20 anos , e tbm tenho 1,55m ,eu tbm gosto muito de cantar e to a procura de um (a) parceiro (a), pra formar dupla sertaneja, se alguem quiser me mandem msg no meu e-mail bruunofeliipe.spfc2013@hotmail.com ou no meu celular 15 997380572. To aguardando resposta. Valeu

Eder Daniel disse...

sou cantor sertanejo e faço a primeira voz procuro por um cantor que faça com perfeição a segunda voz de santa maria ou região enteressados entre em contato pelo fone: 55 84476428 oper: oi ou e-mail: edmsconstrucoescivil@gmail.com
toco violão base e sou compositor também ente em contato para marcar um ensaio, pretendo gravar meu cd no studio sonare em santa maria com dupla, tenho 34 anos e tenho preferencia que o companheiro tenha entre 24 a 34 anos também um abraço a todos ÉDER MATTOS

Lucas Malgani disse...

Tenho 25 anos moro no interior de SP toco violao teclado e piano. Procuro alguem que faca primeira voz tenha um bom tenor para formar uma dupla. faco a segunda voz. sou modelo tenho 25 anos e trabalho em uma casa noturna sertaneja e de varios ritimos.

Anônimo disse...

E aii galera sou de MG e tb a procura por um parceiro pra formar uma dupla quem tive interesse pra fazer um trabalho sério me chama no email.... bruno.gomes3089@yahoo.com.br toco um pouco de violão e faço primeira e segunda.... valeu galera boa sorte pra nois tmj.....

Aline disse...

Oi procuro um rapaz eu uma mulher pra fazer dupla comigo assim iremos em diante ..alguem q goste de musicas sertaneja romatincas ou dançantes como a dupla thaeme e tiago eu tenho uma voz boa e grossa se interessar alguem so me chama no meu wats app meu nome aline wats 06484127522

Aline disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Postar um comentário

 

Postagens populares